Friday, May 25, 2007

a espuma dos dias

Parecemos perdidas. Mas não estamos, pelo menos deste lado, no continente. A parte da Ilha aproveita, pelo menos assim o espero. Faltam poucos dias para que do lado de cá, continuemos, doutro modo, a dar conteúdo a este espaço. São muitas as ideias que durante o dia ( e a noite) me passam pela cabeça e sugerem comentários para este espaço. Os acontecimentos sucedem-se e as ideias submergem em vagas de actividade. Como no mar, voltarão à superfície, à luz do sol, envoltas na espuma do dia, para ficarem presas neste areal. Desde a música, actualmente muito actual ( Arcade Fire têm-me acompanhado nas viagens e nos intervalos delas, momentos de espera no serviço diário de "transportes colectivos"), até às leituras que continuam intensas e extensas, para além de maravilhosas conversas sobre "as hormonas na adolescência" povoam os meus dias. Ah! esquecia-me que na última semana convivi de perto com Valentim Loureiro, em pessoa, duas vezes! Melhor, muito melhor, que os bonecos do Gato Fedorento. Invejam-me? Não vale a pena!

8 comments:

Ninguém said...

Parecemos todos mais distantes ... ainda que assim não seja.











Não há pontes em toda a extensão do rio ...

maria said...

Às vezes assim parece sem ser. Às vezes bancos de nevoeiro impedem a visão dos que nos estão mais próximos, mas nem por isso eles deixam de estar próximos, nós é que não os vemos, nem eles a nós... até que esbarramos, embatemos na intensa individualidade que nos envolve sem sabermos. Mas nós sabemos, mesmo quando está nevoeiro...mas sabemos também que alguns muros se interpõem
à evidência dos sentidos...

Ninguém said...

Nem tudo é!
Nem tudo está
pelo clássico algoritmo
destinado a ser.
hipóteses há
que como hipóteses, isto é,
meras aves,
eternizam realidades
que o imenso torax das horas
nunca desvendará.






O que digo?
Nem tudo é!







Porque digo?
Hipóteses há,







Afinal ...?
Sim, o silêncio é,
apenas
ele o é!

Ninguém said...

Deviamos estar todos
presos
permanentemente
ao Mistério!

Ninguém said...

E incluidos
mais ainda...









no aleatório!

Ninguém said...

..e convictos












da próxima manhã como as aves o estão.

Ninguém said...

Bastaria!

Ninguém said...

[...



























...]